quinta-feira, 30 de junho de 2016

Obrigada Bábá


Sabia que ela gostava de manualidades e de flores, daí até  bordar  dois quadros foi um passo mas, ficava a faltar qualquer coisa. Nos mesmos tons, em estopa de linho e algodão nasceu mais um talego para o  pão.

Estes foram levados em mão até à cidade natal de Hieronymus Bosch onde fui maravilhosamente recebida.
Obrigada Bábá




quinta-feira, 2 de junho de 2016

Pega na pega


Reutilizar algumas calças e camisas de ganga já gastas era o desafio.
Cortei primeiro as pernas, guardei os pedaços maiores para próximas utilizações, "cheira-me" que deles, nascerão uns Sacos /Tote.
Dos pedaços médios  cortei rectângulos  e cosi  uns pelo direito e outros pelo avesso, ideia da minha filha que ao vir espreitar o meu trabalho achou que as costuras eram giras e criava um efeito original, concordei.
Dos pedaços mais pequenos que sobraram dos primeiros cortes cosi e recosi tentado que a junção dos pedaços nas suas diferentes cores criassem uma textura gira.
De um velho blusão de cabedal nasceram as argolas para pendurar estas pegas.
Que lhes parece?

( a última foto foi tirada com o telefone daí estar um pouco desfocada mas dá para ver não dá?)


segunda-feira, 16 de maio de 2016

Coração Português






































Um coração bordado em estopa de linho com as cores da nossa bandeira juntamente com uma chita de Alcobaça na forma de um talego foi a forma que arranjei para presentear a G..
Penso que com este talego a G. levará um pedacinho de Portugal para a longínqua Australia.


sábado, 23 de abril de 2016

Pão com amor







 































Quando cortei o linho errei na medida, cortara mais pequeno que a moldura. Este contratempo não me fez desistir de bordar o coração de pássaros e flores já escolhido.

Acabado o bordado, restava-me dar-lhe outra utilização, eis se não quando, a C. me pede um talego para o pão, em vermelho e preto, não tive dúvidas onde aplicar o linho bordado.

Acho que ficou uma delicia, que vos parece?


quarta-feira, 20 de abril de 2016

Mais vale tarde que nunca








































Já nem sei há quanto tempo fiz este conjunto de talego e pegas. Acabei de verificar que estava em rascunho sem ter sido publicado.
Mais vale tarde que nunca ....