quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Talegos


Taleigo foi uma das palavras que aprendi depois de andar de blog em blog.
Penso que o termo taleigo se usava no Centro do país, no Algarve sempre chamámos bolsas ou sacos, estes eram feitos de retalhos e forrados de pano cru ou de restos de panos das bolsas das farinhas, serviam para irmos buscar o pão às padarias e guardá-lo.



Para além de servirem para guardar o pão serviam para guardar um pouco de tudo, na época sacos de plástico não existiam , lembro-me da minha mãe guardar os oregãos que comprava na feira dentro de uma destas bolsas.


Vivemos numa época em que reutilizar é super importante, se há pouco tempo os sacos de plástico eram oferecidos e muitas vezes jogados imediatamente fora, hoje temos a obrigação de os reutilizar ou de não os usar.

Eu adquiri uns sacos super resistentes, tenho-os no carro e uso sempre os mesmos de cada vez que vou às compras, em alternativa às dezenas que trazia para casa. Só para o lixo é que continuo a usar sacos de plástico, mesmo assim todos os dias vai para a reciclagem imenso plástico das embalagens.



Tenho-me tornado uma viciada em ver e rever blogs, há trabalhos fantásticos, estes taleigos têm aparecido com frequência para além de se reutilizarem também nos fazem lembrar tempos antigos que não queremos esquecer.

Além disso são uma excelente ideia para aproveitarmos os retalhos de tecido que nos sobram de outras criações.



Para quem não costurava nada como eu, fazer um saco destes é uma imensa vitória, pois se fazer um saco normal já é fantástico fazê-lo em patchwork é super Fantástico.
Tenho encontrado trabalhos de patchwork e quilting que são autênticas obras de arte, não tenho o menor conhecimento sobre essas técnicas, mas penso que os meus taleigos ficaram super engraçados.

O maior será para o pão os mais pequenos acho que vou encher com especiarias e ervas e irão servir para presentear alguém no Natal.
No fundo são sacos, servem para tudo um pouco.



Para aperfeiçoar a técnica vou fazer mais uns quantos, se alguém estiver interessado nos meus taleigos já sabe, basta um email e ele fará as suas delícias na cozinha ou noutro sitio qualquer.

1 comentário:

  1. Olá Ana
    Os seus taleigos estão muito bonitos!...
    No Alentejo também se usavam e talvez ainda se usem.
    A minha mãe fez dezenas deles, porque era costureira, ou modista como também se dizia e aproveitava todos os retalhinhos para fazer sacos, almofadas, pegas de cozinha, tapetes, etc. Era o Patchwork tal como agora, mas ela chamava-lhe retalhos.
    Os taleigos (ou talêgos) serviam para guardar quase tudo, desde o pão, ervas aromáticas, algodão, os lanches e até os livros escolares.
    Claro que isto era antes da "Era do plástico" ou das mochilas caras.
    Muito obrigada por me fazer lembrar uma parte da minha infância.
    Um abraço

    ResponderEliminar